A cada ano que passa, a competitividade das empresas fica mais pesada e cada uma delas fica mais preocupada em encontrar diferenciais de geração de valor para seus clientes. Inovar, em diferentes áreas de conhecimento, torna-se então uma grande arma não só para atrair o consumidor, mas ser mais efetivo em suas escolhas.

Produção enxuta

Como em períodos de crise surgem as melhores ideias, o termo "Produção enxuta" vem do Japão no período de pós-guerra. O país precisava se reinventar dada a escassez e inúmeras perdas que a época causou.

Também integrado ao Lean Manufacturing, o Sistema Toyota de Produção, visava entregar ao cliente o que ele somente no momento em que ele quer, introduzindo o conceito de Just in Time (na hora certa).

A metodologia, considerava focava em diminuir desperdícios buscando evitar por exemplo perdas de estoque. Nesse caso, os danos eram dobrados: Uma vez com a produção, pois estoque são produtos que tiveram custos para serem produzidos mas não geravam receita. E a segunda com armazenamento, já que não poderiam utilizar o espaço para colocar produtos que poderiam estar vendendo.

O ideal faz com que a empresa se torne muito flexível, fazendo com que se adeque ao que o cliente quer gerando alto nível de valor através uma alta variedade de produtos, alterando o setup das máquinas de acordo com sua necessidade e praticamente zerando o estoque.

A Startup Enxuta

Apesar do conceito japonês ser utilizado principalmente para indústrias e linhas de montagem, baseando-se na mesma concepção, o americano Eric Ries, autor do livro Startup Enxuta, começou a aplicá-lo inicialmente em empresas de tecnologia podendo se aprofundar e assim e ressignificar o modelo para aplicação em qualquer tipo de empresa, denominando esse novo ideal de Lean Startup ou Startup Enxuta.

Errar rápido passa então a ser o principal objetivo de Ries, pois assim também seria possível aprender rápido e chegar ainda mais rápido ao que o mercado deseja. O foco em errar rápido pode a princípio parecer estranho, nos leva mais rápido ao Perfect/Market Fit.

A grosso modo, evitar o desperdício pode ser encarado de diferentes maneiras em cada uma das empresas, mas a ideia toda gira envolta da melhoria do seu produto em focado nos feedbacks de clientes reais e validação da solução com o que mercado deseja.

A Startup Enxuta na prática

Imagine que você seja um desenvolvedor de jogos online e queira desenvolver um jogo que já existe em conceito, mas precisa definir quais funcionalidades deve desenvolver primeiro: avatares para os personagens, melhoria de interação entre cada um dos jogadores ou velocidade.

Você decide que desenvolverá e melhorará os avatares dos personagens pois acredita que melhorando o visual do seu jogo, atrairá mais jogadores. Resolve então que precisará de 4 meses de trabalho e desenvolvimento para que tudo fique pronto para a próxima versão.

Pois bem, se os usuários tiverem maior necessidade de velocidade do jogo, além de você ter perdido 4 meses de investimento e trabalho e ainda estará andando na contramão do que o seu cliente pede, pois provavelmente, o novo design deixará o jogo mais lento, não só não atraindo mais jogadores como perdendo os que já tinha.

Se você pudesse ter desenvolvido uma nova funcionalidade em 2 meses e não 4 para que os usuários pudessem testá-la o quanto antes, você não teria perdido tanto tempo pois saberia o quanto antes, que aquela funcionalidade não serviria para atrair novos clientes.

O conceito de MVP (Minimum Viable Product ou Produto Mínimo Viável)

Daí surge o termo MVP. Ele é bastante empregado no ecossistema de empreendedorismo e de Startups, onde os processos precisam ser ainda mais ágeis para encontrar um diferencial rapidamente e não sofrer nas mãos dos maiores concorrentes.

O MVP faz referência a uma versão mais simplificada de um produto e que possa ser lançado com o mínimo esforço possível para resolver o problema que a solução se propõe se adequando ao consumidor de maneira mais rápida, totalmente contrário a um produto de longo desenvolvimento e gastos altos de energia no aperfeiçoamento de funcionalidades que não agregam valor ao cliente.

Conclusão

Erre rápido para aprender rápido.

Certa vez, Reid Hoffman, fundador do Linkedin disse:

Se vc não tem vergonha da primeira versão do seu produto, vc demorou demais para lançar.

De certa forma, essa frase ilustra muito bem todos os conceitos passados por esse artigo, porém fica ainda mais claro quando comparamos as primeiras versões de produtos de empresas tecnologia tão famosas como Google, Facebook, Linkedin e Twitter.

Google em 1998

Sua empresa é enxuta?

Como uma maneira de ajudar a aproximar empresas cada vez mais a um modelo longe de desperdícios, o Zizuh tem a missão de ajudá-las a economizar em gastos com despesas pagas em dólar.

Através do aplicativo, o usuário pode criar um cartão internacional de débito, tendo acesso a algoritmos criados para encontrar os melhores preços das moedas internacionais realizando a pagamentos ou recebimentos em dólar em minutos, permitindo também que qualquer pessoa ou empresa tenha acesso ao mercado global.

Gostou? Vamos conversar....

Entre em nosso site ou clique aqui para entender mais, receber um presentinho especial e começar agora a economizar!